Clínicas de recuperação em todo Brasil

Tratamento para Alcoólatras

O tratamento para alcoólatras é extremamente importante para que as pessoas que sofrem com a dependência nessa substância química tão comum possam tratar-se corretamente.

Quando alguém fala sobre dependência química, a maior parte acredita tratar-se apenas do vício em substâncias ilícitas, como crack e cocaína.

Pelo álcool ser tão comum em nossas vidas, é normal que muitas pessoas não vejam o consumo dele, mesmo que de forma excessiva, como algo mais preocupante.

Entretanto, o consumo do álcool em excesso pode trazer muitos problemas para a vida pessoal e profissional de um indivíduo, bem como para a sua saúde de uma forma geral.

Beber de forma moderada, apesar de não ser saudável, ainda é possível sem que se afete a vida de uma pessoa, o problema é quando começa a se passar do limite sem se perceber.

Por ser uma bebida socialmente aceitável, talvez o vício em álcool seja um dos mais perigosos de todos, já que é possível ter acesso às bebidas alcoólicas facilmente em qualquer estabelecimento comercial.

O que no começo é apenas um ou dois copos apenas para aliviar o estresse, já que o álcool tem um efeito relaxante, logo pode transformar-se em um vício desenfreado.

Muitos ainda não estão na fase do vício em álcool, mas já consomem grandes quantidades de bebidas, o que os colocam em potencial risco no futuro.

Entre os problemas ocasionados pelo alcoolismo podem ser citados:

  • Aumento dos problemas hepáticos (cirrose, esteatose hepática, hepatite, câncer de fígado)
  • Instabilidade emocional
  • Aumento de comportamentos violentos
  • Aumento de envolvimento em acidentes de trânsito

Apenas para se ter uma ideia do número de alcoólatras no Brasil, que é extremamente preocupante, já passam de 4 milhões os brasileiros que sofrem com o vício em álcool.

Alguns dos sintomas que demonstram que uma pessoa pode estar sofrendo com o alcoolismo são:

  • O desejo constante e forte de ingerir bebida alcoólica
  • Dar prioridade ao álcool ao invés de outras atividades, como o trabalho ou passar um tempo com a família
  • Aumento da tolerância ao álcool (é preciso uma dose maior para que as bebidas façam o efeito)
  • Dificuldade de parar de beber após ter começado

É por isso que é extremamente importante falar sobre o tratamento para alcoólatras, alertando sobre a necessidade de busca-lo o quanto antes.

O tratamento para alcoólatras

O tratamento para alcoólatras deve basear-se em uma terapia multimodal, o que significa que ela deve ter várias frentes ou opções para o paciente.

O mais essencial de se dizer é que não há uma fórmula única de tratamento para pessoas com alcoolismo, então cada caso deverá ser analisado individualmente e os métodos para tratar o paciente indicados de acordo com a situação.

Além disso, torna-se essencial que o paciente passe por uma avaliação da equipe profissional para que possa ser definido o diagnóstico do vício no álcool.

Após essa avaliação inicial, o tratamento adequado para o perfil do paciente deve basear-se em distintos métodos, como a psicoterapia e o uso de medicamentos que reduzem a vontade de beber.

É normal que o próprio alcoólatra feche os olhos para o problema que possui, acreditando que poderá parar quando assim o quiser, o que também ocorre com a sua família, que demora a aceitar a doença.

O tratamento para alcoólatras passa, por exemplo, pela internação em uma clínica de recuperação, permitindo que ele esteja longe do álcool e em um ambiente seguro e tranquilo.

Para que o tratamento seja eficaz, é preciso que a clínica onde o mesmo esteja internado conte com profissionais competentes e que permitam a ele suporte completo, como médicos, enfermeiros e psicólogos.

Métodos de tratamento para alcoólatras

O tratamento do alcoolismo, como foi dito, deve ser multimodal, o que significa que sempre precisa contar com diferentes abordagens que ajudem o paciente a passar por todas as etapas para recuperar-se plenamente.

Isso significa que em alguns casos ele precisará dos medicamentos para poder superar a vontade de parar de beber, mas isso não significa que a abordagem terapêutica deve ser negligenciada.

Uso de medicamentos contra o alcoolismo

No tratamento para alcoólatras, o uso de medicamentos é uma etapa importante, mas precisa ser indicado com muito cuidado.

O profissional de medicina deve observar as interações medicamentosas, os efeitos colaterais e garantir que o controle sobre o consumo do remédio será rigoroso.

Além disso, deve-se avaliar quais os riscos daquele medicamento indicado para o paciente, assim como se ele possui condições, no momento, de realizar o tratamento medicamentoso.

Os principais medicamentos que podem ser citados para tratar os alcoólatras são:

  • Naltrexona: é um medicamento que age como um antagonista de opoiodes, o que garante a luta contra o alcoolismo. Por meio de uma ação química, ele é capaz de bloquear a área do cérebro que vê o consumo de álcool ou de outras drogas como algo prazeroso
  • Dissulfiram: um dos mais famosos medicamentos para combater o consumo de álcool, ele causa efeitos péssimos quando alguém ingere bebidas alcoólicas, o que acaba por desestimular, aos poucos, o seu consumo.

Desintoxicação do álcool

Assim como ocorre com as drogas ilícitas, o tratamento para alcoólatras passa pela necessidade de desintoxicação do dependente.

A desintoxicação deve ser a retirada do álcool da vida do indivíduo de forma segura, de modo a controlar os efeitos da abstinência, o que pode exigir o consumo de medicamentos para esse fim.

É por isso que é importante que o alcoólatra passe por uma internação em uma clínica de recuperação, em que ele terá total apoio e suporte para passar pelo período de desintoxicação.

Tratamento terapêutico

Não há como falar no tratamento para alcoólatras sem citar as abordagens psicoterapêuticas, que ajudam bastante na recuperação do indivíduo.

Por meio de abordagens como terapia cognitivo-comportamental e as terapias em grupo, por exemplo, o alcoólatra sente-se estimulado a mudar seus hábitos e comportamentos.

Além disso, com o auxílio de terapia individualizada com psicólogos e psiquiatras, é possível compreender as causas que levaram aquela pessoa a desenvolver o vício.

Sem que as causas sejam compreendidas e sanadas, as chances de que o dependente em álcool volte a fazer o consumo de bebidas alcoólicas dentro de pouco tempo é muito grande.

Após ter recebido a liberação da clínica de recuperação, é indicado que paciente frequente reuniões como os Alcoólicos Anônimos, onde poderá ter o suporte de grupos com outras pessoas que enfrentam o vício.

Formas de internação de dependentes químicos

Engana-se quem acredita que a internação em clínicas de recuperação é apenas voltada para pacientes que sofrem com o vício em substâncias tais como cocaína e crack, por exemplo.

A internação para tratamento para alcoólatras é extremamente importante e pode fazer toda a diferença para que os resultados sejam positivos.

Quando um alcoólatra interna-se em uma clínica de recuperação, ele estará em um ambiente propício para enfrentar o vício que possui, contando com suporte a todo momento.

O grande problema é que nem todos os que possuem a dependência em álcool aceitam o tratamento ou buscam o auxílio por vontade própria, muitas vezes sendo preciso a interferência da família.

Por isso as formas de internação dividem-se em três: a voluntária, a involuntária e a compulsória.

Internação voluntária

Esse tipo de internação voluntária é feito com o consentimento do paciente, que percebe e aceita que possui um problema, necessitando assim de auxílio para solucioná-lo.

Ele deve sempre passar pela avaliação da equipe médica para que possa ter a indicação do melhor tratamento para o seu caso.

No caso dos pacientes que internam-se de forma voluntária, eles precisam assinar um termo em que deixam isso bem claro, tanto na entrada quanto no momento da alta, que pode ser requisitada por ele ou pelo médico.

Internação involuntária

Já a internação involuntária é aquela em que não há o consentimento do alcoólatra, mas sim a solicitação da internação por parte de um familiar ou mesmo de um responsável legal.

Ela é indicada quando o paciente passa a ser um perigo à própria vida e para a vida de terceiros, e quando outras opções de tratamento não surtiram efeitos anteriormente.

Internação compulsória

Por último, a internação compulsória é o terceiro tipo de internação para alcoólatras em clínicas de recuperação, sendo ela determinada por uma ordem judicial baseada em um laudo médico. Esse laudo deve indicar os motivos pelos quais aquele indivíduo precisa de tratamento, quando o mesmo não é capaz de livrar-se do vício que possui sem o auxílio direto de terceiros.

Veja nosso guia com as melhores clinicas de recuperação do Brasil

Fale com nossos especialistas! Atendimento 24 horas.

Saiba o que podemos fazer pelo paciente e por você, ao escolher o tratamento de reabilitação pertinente para quem precisa de ajuda. 

Veja nosso Guia de Clinicas de Recuperação em todo Brasil

Atendimento via whatsapp para clinica de recuperação Álcool e Drogas

Entre em contato para marcar uma pequena triagem de aproximadamente 5 a 10 minutos com a nossa equipe. Nós do Grupo Vitta Life, trabalhamos com muito amor, dedicação e interesse real em ajudar nossos pacientes a serem tratados, para que após o tratamento,  eles possam ser uma pessoa restaurada e cheia de vontade de realizar seus sonhos e viver novamente.

Compare listings

Comparar